Seguidores

22 de dez de 2010


Não finca teus pés no chão,
a vida tem caminhos,

escolhe o teu e pisa forte sobre ele.
Rosas encontrarás, espinhos também.
Segue em passos largos,
deixa tuas pegadas
por onde passares. Acredita.
(fatima fontenelle)

6 de nov de 2010

Meu anjo de flores...


Meu anjo de flores
À noite tão fria me trás só saudades,
de alguém que eu amo e, sequer posso ver;
os pingos da chuva batendo em meu rosto
me fazem tão triste, não querendo sofrer...
E da minha janela eu busco o infinito,
no céu nem uma estrela eu vejo brilhar;
minhas lágrimas misturam-se com as águas da chuva,
meu anjo de flores por onde andará...
O frio da noite me faz companhia,
eu choro baixinho, pra ninguém me escutar;
saudades que doem e machucam o meu peito,
meu sonho ansiado, eu não posso sonhar...
Meu anjo molhado, com pingos de chuva,
infinda beleza no seu doce olhar;
meu corpo, minha alma, não veem um sorriso,
só escutam uma voz que clama por mim...
As gotas de orvalho e a brisa que passa,
me deixam sozinha, e eu começo a sonhar;
nos meus devaneios um anjo eu vejo,
cantando à beleza de um amor pra me dar....
(fatima fontenelle)

Eu aprendi


Eu aprendi
a olhar para mim mesma e falar:
valeu a pena!
Eu aprendi
a dizer ao meu coração
que amar foi o melhor caminho;
Eu aprendi
Vê nos olhos das pessoas que amo
que de tudo fica algo indestrutível e belo;
Eu aprendi
que muitas vezes o silêncio,
signfica bem mais que palavras e gestos;
Eu aprendi
que às vezes é necessário o sofrimento
para crescermos interiormente;
Eu aprendi
que sonhar é o primeiro passo
para a realização de um sonho;
Eu aprendi
que muitas vezes amar significa sofrer
porque sofrendo a gente aprende a amar;
Eu aprendi
que nossos verdadeiros amigos
nos fazem fortes quando estamos fragilizados;
Eu aprendi
que ser amigo, é silenciar, é calar e compreender
quando emudecemos;
Eu aprendi
que muitas vezes nem sempre está só quer dizer,
está desacompanhado;
Eu aprendi
que é essencial e imprescindível
dizer eu te amo!
Eu aprendi
Que a vida é o nosso bem maior
e que DEUS é a nossa LUZ,
nossa FORÇA e nosso CAMINHO.

(fatima fontenelle)

1 de nov de 2010

Não existo sem o teu amor...



Há uma alucinante saudade
que em ti me acorrenta,
me deixando presa em teus abraços
e que há tempos me atormenta...
infindas são minhas noites,
sem teu cheiro e teu calor
minha pele agonizante
em delírios de amor...
Tão presente e tão distante,
do teu corpo sedutor,
dos meus olhos caem lágrimas
que vão lavando a minha dor...
Meus desejos incontidos,
me encendeiam de prazer,
nossos corpos se entrelaçam
nos meus sonhos eu posso vê...
O meu caminho vou seguindo,
meu destino é teu coração,
a esperança é minha âncora
e teu amor a minha ilusão...
Eu te amo ardentemente,
apaixonada por ti estou,
tua vida é minha vida,
não existo sem o teu amor...
(fatima fontenelle)

26 de out de 2010


Eu desenhei o teu corpo
dentro do meu coração,
pintei de infinitas cores,
colorindo a minha paixão...
Pintei de azul os teus olhos,
tal qual as águas do mar;
de rosa eu pintei tua face,
e teus lábios de lilás estáo lá...
No teu peito rabisquei o meu nome,
em letras de forma assinei,
dei cores de todas as cores
e com elas uma canção eu criei...
Tuas mãos eu pintei de laranja
e a elas outras cores eu dei;
de verde, amarelo e vermelho
um toque de amor eu deixei...
Em teu corpo dei contornos picantes;
com misturas de cores pintei;
grãos de areia salpiquei no teu nome,
nossas sombras ao teu lado colei...
E assim, colorindo o teu corpo
nossas saudades eu também misturei,
dando cores nas lágrimas que caem,
em moldura nosso amor coloquei...
(fatima fontenelle)

Na beira do Mar

24 de out de 2010

Cicatrizes

Eu te amo

Amar é

Por onde passei

Não sei...

Tão longe... tão perto...

Quando a gente ama...

Pelo caminhos da vida...

Pensar em você......

Dei cores de todas as cores...

27 de ago de 2010

Dei cores de todas as cores...


Eu desenhei o teu corpo
dentro do meu coração
,
pintei de infinitas cores,
colorindo a minha paixão...

Pintei de azul os teus olhos,
tal qual as águas do mar
;
de rosa eu pintei tua face,
e teus lábios de lilás estáo lá...
No teu peito rabisquei o meu nome
,
em letras de forma assinei,
dei cores de todas as cores
e com elas uma canção eu criei...

Tuas mãos eu pintei de laranja

e a elas outras cores eu dei
;
de verde, amarelo e vermelho

um toque de amor eu deixei...
Em teu corpo dei contornos picantes;
com misturas de cores pintei;
grãos de areia salpiquei no teu nome
,
nossas sombras ao teu lado colei...

E assim, colorindo o teu corpo
nossas saudades eu também misturei
,
dando cores nas lágrimas que caem
,
em moldura nosso amor coloquei...

(fatima fontenelle)
28/08/10

23 de jul de 2010

Nas asas do vento...


Nas asas do vento, num vôo solitário
por entre as nuvens de um céu todo azul...
o silêncio buscando calar o meu pranto,
de uma insana saudade que chora por ti...
Nas asas do vento, num vôo solitário
que vai de encontro com as ondas do mar;
no calor de um abraço que vem de mansinho,
fazendo doer tua ausência em mim...
Nas asas do vento, num vôo solitário
que arrebata minhas lágrimas com os raios de sol,
que tocam meu rosto em forma de afago,
calando minha voz que clama por ti...
Nas asas do vento, num vôo solitário,
no alcance de um amor bem distante daqui;
chorando meus olhos te vêem e te chamam
nas ondas que vêem te trazendo pra mim...
Nas asas do vento, num vôo solitário
sobre terras e mares, nos meus sonhos eu vou,
matando saudades... sonhando acordada...
por um amor que do céu já nasceu para mim...
(fatima fontenelle)
14/10/10

7 de jul de 2010

Cicatrizes


Num encontro com um olhar
desnudei meu coração...
busquei tão longe, no infinito
fragmentos de uma ilusão...
Em sonhos eu fui te encontrar
com o seu jeito, sem jeito de amar...
saudades contidas em meu peito,
vagavam inquietas me fazendo chorar...
Deixei cair como pétalas no chão...
meu pranto molhado somente...
e na areia escrevi o teu nome
em versos de uma linda canção...
teus olhos relembro em segredo;
meu olhar de encontro ao teu...
cicatrizes deixadas em meu corpo,
do teu corpo grudado no meu...
(fatima fontenelle)
07/07/10

21 de jun de 2010

Na beira do mar...



Um encontro...
com um olhar tão vazio,
enigmático, sereno, distante...
no infinito transparecia;
Um olhar...
um encontro com o desconhecido,
a imensidão... o mar... o azul do mar,
aquele olhar suave percorria...
Puro...
ingênuo, fascinante, um olhar...
nas águas cristalinas refletia
encanto, magia, simplicidade;
Inquietude...
Meus olhos naquele olhar se perdiam;
mergulhei na imensidão... inquieta,
buscando no céu... o desconhecido;
Silêncio...
No meu olhar... busco teu corpo por inteiro.
Te procuro entre as nuvens passageiras,
sozinha... meditando entre grãos de areia...
Penso...
aquele rosto...aquele corpo... aquele olhar,
a descoberta... o momento... o lugar,
uma vontade... um desejo... a espera;
Emoção...
meu coração... no teu coração;
olhares... o abraço... o beijo...
a entrega... do amor na beira do mar...
(fatima fontenelle)

06/06/10


5 de jun de 2010


Tem que ser um amor simplesmente,
que chegue num doce mistério,
embalado no silêncio da noite
desvendando-se sem muito pudor...

Tem que ser um amor simplesmente,
que traga no sangue que corre nas veias,
uma chama acessa que arde
se alastrando e dando prazer...

Tem que ser um amor simplesmente,
que tire o fôlego da gente,
que beije demoradamente
acendendo o corpo e a mente...

Tem que ser um amor simplesmente,
que chegue a todo momento,
provocando suspiros candentes
incendiando a pele carente...

Tem que ser um amor simplesmente,
que toque com mãos atrevidas,
que fale palavras bonitas
com voz rouca e sussurros latentes...

Tem que ser um amor simplesmente,
que sonhe com sonhos indecentes,
trazendo no corpo tão somente
desejos e delírios de amor...
(fatima fontenelle)

(fatima fontenelle)
23/09/09

20 de abr de 2010

Nas areias do mar...


Meu coração apaixonado,
bate forte sem parar,
vive sonhando no tempo,
só pensando em te amar...
Meu coração atrapalhado,
vive tristonho a pensar,
te descreve em lindos versos
e te encontra em qualquer olhar...
meu coração bem maluquinho,
vive no mundo a sonhar,
até se perde nos teus beijos,
quando mergulha no teu olhar...
Meu coração não tem juízo;
mil loucuras pensa fazer:
ir te buscar uma estrela no céu,
e até a lua ele sonha em trazer...
Meu coração é traiçoeiro;
não me deixa ter paz, não.
Estremece o dia inteiro
e a noite não dorme, não...
Meu coração é muito teimoso,
por querer te amar assim;
o amor explode em meu peito,
e faz doer uma saudade em mim...
Meu coração não tem jeito;
quer por que quer te beijar,
acariciar o teu corpo inteiro,
e nas areias do mar se entregar...
(fatima fontenelle)
20/04/2010)


10 de abr de 2010

Nosso perfume solto ao vento


Em minha vida tu chegaste,
saiu de onde, não sei dizer,
percorrendo o meu caminho,

criando atalhos para me ver...

Tudo foi tão de repente;

me encontrei no teu olhar,

tentei fugir do teu fascínio,

mas, já era tarde pra não amar...

Tuas mãos nas minhas mãos;

ai que desejo que isso me dar;

a minha boca na tua boca,

os nossos lábios a se tocar...

Tendo o mar como cenário,
o sol quente a nos aquecer,

as ondas que iam e vinham,

o nosso corpo fazia tremer...

O vento brando ali passando,

cantava em versos uma canção,

falava em flores e em amores,

deixando em êxtase o meu coração...

O meu corpo tão molhado,
tua pele grudada na minha,

minha boca sorve o teu beijo

e minha alma logo arrepeia...

Nosso Perfume solto ao
vento,
levando junto a nossa canção,

que vai gritando pra todo mundo,

o nosso amor, nossa paixão...

(fatima fontenelle)

10.04/10

18 de mar de 2010

Um anjo caiu do céu...

À noite tão fria me trás só saudades,
de alguém que eu amo e, sequer posso ver;
os pingos da chuva batendo em meu rosto
me fazem tão triste, não querendo sofrer...
Da minha janela eu busco o infinito,
no céu nem uma estrela eu vejo brilhar;
minhas lágrimas misturam-se com á água da chuva,
meu anjo de flores por onde andará...
O frio da noite me faz companhia,
eu choro baixinho, pra ninguém me escutar;
saudades que doem e machucam o meu peito,
meu sonho ansiado, eu não posso sonhar...
Minhas mãos, meu olhar, minha boca sedenta,
por beijos molhados, com gosto de mel;
minha voz silencia, se cala, emudece,
meu coração estremece querendo gritar....
Meu anjo molhado, com pingos de chuva,
infinda beleza no seu doce olhar;
meu corpo, minha alma, não vêem um sorriso,
só escuta uma voz clamando por mim...
Nas gotas de orvalho e da brisa que passa,
me deixando sozinha, eu começo a sonhar;
nos meus devaneios um anjo branquinho eu vejo,
cantando à beleza de um amor pra me dar....
(fatima fontenelle)
18/03/10

7 de mar de 2010

Que anjo é esse?


Que anjo é esse que chega assim,
embalado por lindos versos de amor,
numa canção que me chega aos ouvidos,
solta ao vento de uma nova ilusão...
Que anjo é esse que chega assim,
no murmúrio das águas do mar,
surgindo dos ruidos das ondas
e com a brisa vem meu rosto afagar...
Que anjo é esse que chega assim,
em sonhos, no meu mundo adentra,
inquietando a solidão do meu quarto
e seu perfume espalhando no ar...
Que anjo é esse que chega assim,
dos ventos que agitam as folhas,
do oceano, da brisa tão calma
da vida, da alma e da dor...
Que anjo é esse que chega assim,
descendo perdido dentre as estrelas...
é um anjo encantado! caíndo dos céus,
resplandecente de amor pra mim...
(fatima fontenelle)
07/03/10

28 de fev de 2010


No silêncio do meu quarto,
fecho os olhos pra te vê,
e tu chegas de mansinho,
para em meus braços se aquecer;
meus carinhos eu te dou,
nossos beijos são ardentes
de desejos e amor...
De repente eu não te vejo
te procuro e não te encontro,
a solidão bate forte
meu coração fica triste,
o meu sonho terminou...
(fatima fontenelle


Só por hoje,
deixa que eu seja tua...
Só por hoje,
deixa que tu sejas meu...
Só por hoje,
deixa que nós dois,
sejamos apenas um.
(fatima fontenelle)

Se eu pudesse meu amor
de qualquer jeito te encontrar
me abrigar no teu abraço
e com teus beijos me calar...
(fatima fontenelle)

Quando a gente ama


Quando a gente ama
tudo é muito engraçado;
o coração se emociona
e bate logo apressado...
E assim tudo acontece;
não se enxerga quase nada,
só vemos em nossa frente
um sorriso apaixonado...
Quando a gente ama
tudo emudece num instante;
no silêncio só se escuta
o que vem do coração...
E assim se vai vivendo
em um mundo de ilusão;
até andando pela rua
segurados pelas mãos...
Quando a gente ama
não tem mesmo jeito, não,
tá na cara, no sorriso,
até mesmo na canção...
E assim se vai amando
dia e noite sem parar,
com alegrias, com saudades
e com doçura no olhar...
Quando a gente ama
tudo é conto e magia;
o sol nasce sempre à noite
e a lua encanta o dia...
E assim é o amor,
feito em versos e canções,
como um sonho que se sonha
encantando corações...
(fatima fontenelle)

Não consigo mais ficar assim,
é difícil de calar;
vou gritar pra todo mundo ouvir,
que só quero te amar...
(fatima fontenelle)

Quem é você...
que chega assim de repente,
invadindo a vida da gente;
incitando emoções diferentes,
com seu jeitinho atrevido,
mexendo na alma e na mente.
Quem é você...
que chega e não pede licença;
escancara a porta e entra;
adentrando de corpo adentro,
acendendo um fogo latente...
Quem é você...
que chega na hora que quer,
provocando desejos ardentes,
e arrebatando suspiros de prazer...
Quem é você...
que chega e se apossa de tudo:
com este seu jeito menino levado;
me envolve em abraços e beijos,
aflorando adormecidos desejos;
despertando um amor caliente.
Quem é você...
que chega assim num instante,
bagunça meus sonhos travessos,
encorajando os meus pensamentos,
com sussurros soprados ao vento
com palavras de dengo e calor.
Quem é você...
que chega e me deixa assim:
pensando e sonhando acordada,
sentindo você junto a mim,
e com seus carinhos e seu cheiro
me deixando em puro êxtase de amor....
(fatima fontenelle)

A menina que fui um dia

A menina que fui um dia

Nosso perfume solto ao vento

Nosso perfume solto ao vento

Sou assim.....

Sou assim.....
Mulher... Menina....E um sonho!

Almas que se encontram...

Almas que se encontram...

tem dias

tem dias
Tem dias que sou eu mesma, em outros não sei quem sou. Tem horas que sou saudade e em outras sou só amor! (fatima fontenelle)

Lembro Você!

Lembro Você!
Na penumbra do meu quarto lembro você, vejo nós dois, nossos corpos, nossos delírios e nossa entrega. (fatima fontenelle)

Eu aprendi....

Eu aprendi....
Aprendi que não existe felicidade plena, existem momentos felizes e que o amor não resisti ao tempo, adormece para acordar tarde demais.... (fatima fontenelle)

eu sempre eu

eu sempre eu
Um pouquinho da criança que existe em mim......

Acordei triste....

Acordei triste....
Acordei tão triste, com saudade de você; que sumiu de minha vida, sem nada me dizer. Meus dias estão longos; minhas noites sem luar, minha cama está vazia; nos meus braços não estás. No meu pensamento, te procuro e te encontro; nos meus sonhos é teu lugar. No meu coração fazes morada; no meu carinho teu prazer; e nos meus beijos teu calor. O meu corpo clama o teu; o teu cheiro tá em mim . e minha entrega é um êxtase de desejo e de amor. De repente eu acordo e do meu sonho eu desperto, e você não mais está. (fatima fontenelle)